sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Resenha: O diário de Anne Frank


📖 Projeto 12 clássicos para 2018 📖
Título:
O diário de Anne Frank
Autora: Anne Frank

Editora: BestBolso
Ano: edição de 2017

Páginas: 373
Skoob: Adicione
Onde comprar: Amazon

Avaliação: 5/5





SINOPSE:
O depoimento da pequena Anne Frank, morta pelos nazistas após passar anos escondida no sótão de uma casa em Amsterdã, ainda hoje emociona leitores no mundo inteiro. Seus diário narra os sentimentos, medos e pequenas alegrias de uma menina judia que, com sua família, lutou em vão para sobreviver ao Holocausto.
Lançado em 1947, O Diário de Anne Frank tronou-se um dos maiores sucessos editoriais de todos os tempos. Um livro tocante e importante que conta às novas gerações os horrores da perseguição aos judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

Agora, seis décadas após ter sido escrito, este relato finalmente é publicado na íntegra, com um caderno de fotos e o resgate de trechos que permaneciam inéditos. Uma nova edição que aprofunda e aumenta nossa compreensão da vida e da personalidade dessa menina que se transformou em um dos grandes símbolos da luta contra a opressão e a injustiça. E consagra O Diário de Anne Frank como um dos livros de maior importância do século XX. Uma obra que deve ser lida por todos, para evitar que atrocidades parecidas voltem a acontecer neste mundo.


"Pois é. Tanta coisa me passa pela cabeça à noite, quando estou sozinha, ou durante o dia, quando sou obrigada a estar perto de gente que não suporto ou que sempre interpreta mal minhas intenções." - pág. 164


Oie paixõezinhas 💋 Hoje trago para vocês a resenha de um livro que estava querendo ler fazia muito tempo. Finalmente matei minha curiosidade e vim contar minha opinião para vocês. Mas antes, queria ressaltar que esse foi o meu primeiro livro do projeto 12 clássicos para 2018, que consiste em ler um clássico por mês. 


Agora sim, vamos a resenha 👇
"A gente pode estar sozinha mesmo quando é amada por muitas pessoas, quando não é o "único amor" de ninguém." - pág. 179


Anne Frank viveu na época do Holocausto, juntamente com sua família. Todos sabemos que eles tiveram uma morte trágica, com exceção do pai de Anne, Otto Frank, que sobreviveu ao Holocausto. 
Por pouco mais de 2 anos, Anne escreveu em seu diário e, através dele, podemos saber as condições do lugar em que morava (que por sinal eram precárias), além de seus pensamentos acerca das pessoas ao seu redor. 
Anne era uma garota comum, como qualquer outra, tinha suas dúvidas, seus objetivos, seus sonhos, seu primeiro amor. Podemos conhecer afinco suas aflições e felicidades, através de sua escrita. 



"Não acredito que a guerra seja apenas obra de políticos e capitalistas. Ah, não, o homem comum é igualmente culpado; caos contrário, os povos e as nações teriam se rebelado há muito tempo!" - pág. 311





"Como já disse muitas vezes, sou partida em duas. Um lado contém minha exuberância, minha petulância, minha alegria na vida e, acima de tudo, minha capacidade de apreciar o lado mais leve das coisas. - pág. 368


Finalmente pude ler esse livro e imaginava que iria me decepcionar, por causa da alta expectativa que criei. No entanto, foi uma ótima leitura, surpreendente e emocionante. 
É um livro que nos faz refletir, nos faz se sentirmos tristes, porque sabemos que não foi somente ela que passou por aquelas situações precárias e logo depois as atrocidades no campo de concentração. 
Pelas situações, pensamentos e tudo que cercava a pequena Anne, podemos ter o conhecimento de sua personalidade e de sua inteligência. Seu maior sonho era ser escritora e ela queria publicar seu diário (que pena que ela não sobreviveu para ver esse triunfo, né?
Enfim, esse é um livro complexo de ser descrito, mas além disso, é lindo, emocionante e reflexivo. Indico para quem gosta de uma narrativa com essas características e que tenha como cenário a Segunda Guerra Mundial. Fica a dica aí!❤





SOBRE A AUTORA:Anneliese Marie Frank, mais conhecida como Anne Frank, (Frankfurt, 12 de Junho de 1929 — Bergen-Belsen, início de Março de 1945) foi uma adolescente alemã de origem judaica, que morreu aos 15 anos no campo de concentração nazista de Bergen Belsen, na Alemanha. Seu diário foi publicado pela primeira vez em 1947 e é atualmente um dos livros mais lidos em todo mundo.





Espero que tenham gostado da resenha. Já leram esse livro? Se sim, o que acharam? Bjos da Bya!💋

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Animes | Dica: Death Note



Oie paixõezinhas 💋 Hoje trago uma dica de anime para vocês. Eu amo animes, mas ultimamente não tenho assistido tanto, por causa dos livros e das séries. Porém, pretendo voltar a ver mais animes, aceito sugestões 😂 Depois de muitas insistências e recomendações de amigos e amigas, finalmente assisti Death Note e agradeço pela insistência de todos, porque eu simplesmente amei. Vou deixar a sinopse e minha opinião para vocês conferirem do que se trata 👇




SINOPSE:A história centra-se em Light Yagami um estudante do ensino médio que descobre um caderno sobrenatural chamado "Death Note", no qual pode matar pessoas se os nomes forem escritos nele enquanto o portador visualizar mentalmente o rosto de alguém que quer assassinar. A partir daí Light tenta eliminar todos os criminosos e criar um mundo onde não exista o mal, mas seus planos são contrariados por L, um famoso detetive particular.




👇Aqui está o trailer, caso tenham interesse em ver👇





👇 MINHA OPINIÃO 👇
Death Note é o anime mais inteligente que já assisti. É o típico anime que exige a sua atenção em todos os momentos, pois a cada capítulo, o enredo está sujeito a mudanças surpreendentes. 
Os personagens são bem construídos e possuem suas próprias características. Eu não li o mangá mas gostaria muito de ler qualquer dia, certeza que deve ser tão bom quanto o anime. 
Infelizmente, a estória teve uma perda lastimável (pelo menos pra mim 😂😂), não vou contar quem foi porque seria spoiler, mas não gostei da morte dele não. 
Enfim, é um anime inteligente, com várias investigações e teorias surpreendentes. Acredito que posso classifica-lo como um anime de suspense policial. Então, fica a dica aí para quem curte o gênero. 😉






E aí, gostaram da dica? Vocês também gostam de animes? Já conheciam esse? Se sim, o que acharam? Bjos da Bya!💋

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Resenha: O caçador de Górgonas - Igor Daniel



RESENHA
📗E-book cedido pelo autor 📗
Título:
O caçador de górgonas

Autor: Igor Daniel do Nascimento
Editora: Independente
Paginas: 102
Rede social do autor: Instagram
Avaliação: 5/5






SINOPSE:
Jason Drake culpa os deuses olimpianos pela morte de sua irmã Jenneth.
O Diabo, então, se aproveita do rancor do jovem texano para fazer-lhe uma proposta.


Um pacto.

O Diabo lhe da um ano para ele conseguir capturar a cabeça das três górgonas - Medusa, Esteno, e Euríale - e entregá-las para ele, em troca, ele terá sua irmã de volta.
Caso contrario... Bem, você já deve saber.


"A respiração dela estava fraca. Eu a chacoalhei desesperado, mas ela não acordava. Pousei a cabeça em seu peito e, graças aos deus, seu coração ainda batia."




Oie paixõezinhas 💋 Recentemente li "O caçador de górgonas" Do Igor Daniel do Nascimento e hoje vim trazer uma pequena resenha para vocês, contando a minha opinião sobre a estória. 

Vamos lá? 👇
"Era uma espécie de leão, morcego e escorpião. E eu sabia o nome daquela criatura. Manticore."





Para começar, que livro é esse? É maravilhoso, eu amei! Quero muito mais dessa estória. Eu amo mitologia grega e acho que isso caiu super bem no livro.
Jason é um ótimo caçador, um guerreiro até e está disposto a salvar sua irmã... E ai de quem entrar no caminho dele 😂😂😂 Ele passa por diversas complicações ao longo da narrativa, isso inclui perseguições e lutas, o que deixa a estória muito mais interessante e também prende o leitor na leitura.


"Escute, se um dia você estiver em uma floresta, á procura de algum templo lendário, correndo perigo de vida, porque nesta floresta existem várias criaturas assassinas, certifique-se de que o guia é de qualidade."





A minha única queixa do livro é que ele é curto demais 😂 eu queria muito mais.
No todo, foi uma ótima leitura, repleta de armas, combates, referências a mitologia grega e principalmente, muita criatividade. Indico para os fãs de ficção e fantasia. Fica a dica aí!❤



OBS: O autor também possui outra obra, chamada Yuna Nate, disponível no Wattpad. Link para a obra: Wattpad



E aí, gostaram da resenha? O que acharam da premissa do livro? Comentem aqui, vou adorar saber a opinião de vocês. Bjos da Bya!💋

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Sessão Cinema | Resenha de filme: Mulher-Maravilha





Oie paixõezinhas 💋 Quem me conhece, sabe que amo o universo da DC e da Marvel, tanto nos quadrinhos quanto no cinema. Quando soube que ia ter o filme solo da Mulher-Maravilha com a linda da Gal Gadot no papel principal, fiquei bem empolgada. Hoje (meio atrasada kk) vim trazer para vocês a minha opinião do filme. Espero que gostem 👇






👇 FICHA TÉCNICA 👇
Título: Wonder Woman (original) | Mulher-Maravilha (Brasil)
Direção: Patty Jenkins
Duração: 2h 21min.
Data de lançamento: 1 de junho de 2017
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos


👇 SINOPSE 👇
Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince (Gal Gadot) nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor (Chris Pine) se acidenta e cai numa praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra.






Para começar, queria ressaltar que a atuação da Gal Gadot está excepcional. Confesso que quando soube da escolha dela para o papel, não tive total certeza se gostaria dela como Mulher-Maravilha, mas me surpreendi positivamente. Na minha opinião, não teria atriz melhor para interpretar uma heroína tão guerreira.
O filme é bem longo, tem 2h e 21min. e é bem lento no começo, isso porque boa parte do filme é contanto a origem da Diana, além de como ela foi treinada para ser uma guerreira. 
A coisa toda começa a engatar lá pra metade do filme quando ela finalmente decide lutar na guerra, afim de proteger as pessoas inocentes que não mereciam passar pelo o que estavam passando. 




👇 Aqui está o trailer, caso tenham interesse em ver 👇




O filme está carregado de ação e aventura, além daquela pitada de fantasia, como já se era esperado. Contudo, o filme também tem fortes emoções e perdas irreparáveis para a nossa protagonista. Se você, assim como eu, curte esse universo da DC e seus heróis, certamente irá gostar de Mulher-Maravilha. Fica a dica aí!❤



E aí, já viram esse filme? Se sim, o que acharam? Gostam da Mulher-Maravilha? Comentem aqui embaixo, vamos conversar. Bjos da Bya!💋

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Resenha: Cretino abusado - Penelope Ward e Vi Keeland


RESENHA
Título: Cretino abusado
Autoras: Penelope Ward e Vi Keeland
Editora: Essência
Ano: 2017

Páginas: 272
Sites para compra: Amazon | Americanas

Avaliação: 4/5
Adicione: Skoob





SINOPSE:
Após ser traída pelo ex-namorado – chefe da firma de advocacia em que trabalhava – Aubrey decide que precisa de um recomeço. Deixa tudo para trás e aceita um emprego em uma startup na Califórnia, Estados Unidos, e parte em uma viagem de carro que mudará toda a sua vida.
Em uma parada na estrada, Aubrey conhece Chance, um homem atraente que viajava de moto. Com o corpo perfeito e sotaque australiano, o ex-jogador de futebol era bem convencido e arrogante. Quando sua moto quebra, Chance precisa da ajuda de Aubrey. Ele promete levá-la em segurança até seu destino em troca de uma carona, e os dois decidem seguir viagem juntos.
Aubrey está traumatizada após seu último relacionamento, mas sente uma atração incontrolável por aquele cretino abusado. Apesar da ligação cada vez mais forte entre os dois, Chance guarda um segredo que poderá separá-los para sempre.



"A forma como o som saía da língua daquele cretino abusado fazia meu estômago dar um nó."



Oie paixõezinhas 💋 Hoje trago para vocês a resenha de um livro que me tirou de uma ressaca. Isso mesmo! Eu estava com uma ressaca literária daquelas, acredito que seja principalmente por ter lido muitos livros mais densos e "pesados" ultimamente, daqueles com temas fortes. Eu precisava de um romance leve e fluído para acabar com essa ressaca. Quando minha amiga me indicou Cretino abusado, logo comecei a ler e terminei relativamente rápido.



👇 Enfim, vamos a resenha 👇
"Nem todo se encaixa em pequenos compartimentos organizados" 





Cretino abusado é aquele típico romance onde o casal protagonista parecem que foram feitos um para o outro e que nada pode separá-los. Mas algum dos dois sempre comete um erro e isso leva ao distanciamento dos dois. É um livro que tem reencontros, emoções, divertimento e muito romance. 
Eu adorei essa leitura, o casal tem um química infalível, o reencontro dos dois foi emocionante e o livro tem algumas revelações que eu realmente não esperava, o que foi ótimo, porque adoro ser surpreendida. 


"-Qual é o seu sonho?
 - Só quero ser feliz e realizada, mas não tenho mais ideia do que isso significa e nem como conseguir."


Aubrey é uma mulher incrível e não perdeu a vontade de amar, apesar de ter sido traída. O Chance é um homem completamente apaixonado por ela, daqueles que nem conseguem pensar em outra mulher. 




Contudo, tive algumas ressalvas em relação a narrativa do livro. Uma delas foi a maneira como eles se conheceram, tive a impressão de que as autoras correram demais para criar uma atração entre eles. Posso estar errada quanto a isso mas, na minha opinião, as autoras deveriam ter criado mais situações e diálogos entre os protagonistas, para depois criar qualquer tipo de envolvimento entre eles. 
No todo, foi uma ótima leitura. Indico para os fãs de romance com uma pitada hot, daqueles que possuem reencontros e tramas familiares. Fica a dica aí!❤


"Nada deve vir antes da família. Aprendi isso da pior maneira possível."




SOBRE AS AUTORAS: 


Penelope Ward cresceu em Boston, nos Estados Unidos, com mais cinco irmãos. Ela se tornou escritora de romances, muitos eróticos, após deixar a carreira de apresentadora de TV para se dedicar mais à família. Vários de seus 11 livros estiveram nas listas de mais vendidos dos prestigiados jornais The New York Times e Wall Street Journal. Penelope mora com o marido e os filhos, de 11 e 9 anos, em Rhode Island.











Vi Keeland é um​a​ nova-iorquin​a, ​mãe de três filhos, que ocupam a maior parte​ do seu tempo livre, o que ela reclama muitas vezes, mas não ​trocaria por nada nesse mundo.
Ela é um​a​ leito​ra ávid​a e ​é conhecida ​por ler ​em​ seu Kindle ​ao parar ​em semáforos, ​salões de beleza, ​enquanto limpa a casa ou durante suas caminhadas, ​em​ eventos esportivos e, freqüentemente, enquanto finge trabalhar.
Ela é um​a​ advogad​a​ chat​a ​de dia e uma emocionante ​autora Best-Seller do ​New York Times e ​USA Today à noite!



E aí, gostaram da resenha? Já leram esse livro? Se sim, o que acharam? Comentem aqui embaixo, vamos conversar. Bjos da Bya!💋




domingo, 4 de fevereiro de 2018

Livro Vs Adaptação | Garota exemplar - Gillian Flynn



Oie paixõezinhas 💋 Hoje tem estreia de quadro novo aqui no blog. Se chama "Livro Vs Adaptação", onde irei comparar um determinado livro com a sua respectiva adaptação cinematográfica (podendo ser um filme, uma série, etc)
O primeiro escolhido foi "Garota Exemplar" que li ano passado e foi de explodir a mente 😂😂😂 Como li ele antes de criar o blog, tem resenha somente no Instagram. Segue o link para quem tiver interesse em ler: Resenha no Instagram








👇 Sem mais delongas, vamos a comparação 👇

Para começar, queria ressaltar que o filme de Garota exemplar foi o mais fiel ao livro que já vi, tirando algumas pequenas mudanças. 
O livro é bem lento no início, muitas pessoas concordam comigo nessa parte, mas depois da metade, a leitura engata e te prende de um jeito que você não quer mais largar o livro. Além disso, tem reviravoltas e revelações surpreendentes que te fazem ficar de queixo caído 😂
Os personagens são extremamente bem construídos e são verdadeiros, são reais, tem seus defeitos e cometem erros (erros até demais kk) daqueles bem imperdoáveis. É um suspense policial onde todos praticamente tem uma parcela de culpa, seja uma simples traição ou um crime horrendo.



Frase do livro



Já o filme, segue a risca os acontecimentos do livro, o que me deixou muito surpresa, porque realmente achei que o filme teria mudanças catastróficas mas não foi para tanto. Tem pequenas mudanças sim, mas nada que seja para deixar o leitor revoltado 😂
Também achei o início do filme bem lento, muitas vezes me peguei bocejando de sono (quem nunca?) mas, mesmo assim, é um filme incrível e que engata da metade para o fim, assim como o livro.
O filme é longo, tem 2h e 29min mas, como disse antes, foi bem fiel ao livro. Até porque o livro também é longo, né?



👇Aqui está o trailer, caso tenham interesse em ver👇






No todo, é um ótimo livro e um ótimo filme. Indico para os fãs de suspenses policiais, repletos de reviravoltas e acontecimentos surpreendentes. Fica a dica aí!❤



Foto do filme



E aí, vocês já leram esse livro ou viram o filme? Se sim, o que acharam? Gostaram desse novo quadro do blog? Comentem aqui embaixo, vou adorar saber. Bjos da Bya!💋

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Resenha: Soppy - Philippa Rice



RESENHA
Título: Soppy
Autora: Philippa Rice
Editora: Fábrica 231
Ano: 2016

Páginas: 112
Sites para compra: Amazon | Americanas

Adicione: Skoob
Avaliação: 5/5




SINOPSE: 
Soppy os pequenos detalhes do amor, de Philippa Rice, é uma reunião de bem-humoradas tirinhas criadas a partir de momentos da vida real da designer britânica com seu namorado. Bastante popular na web, com mais de meio milhão de postagens no Tumblr, Soppy conquistou as redes sociais com declarações de amor escondidas nos detalhes do cotidiano de um relacionamento, como dividir uma xícara de chá, a leitura de um livro ou comentários irônicos à frente da TV numa tarde chuvosa. As charmosas ilustrações capturam com delicadeza a experiência universal de dividir uma vida a dois, e celebram a beleza de encontrar o amor em todo lugar. Soppy chega às prateleiras pelo Fábrica231, o selo de entretenimento da Rocco, a tempo de se tornar uma ótima opção de presente para o Dia dos Namorados. 



Oie paixõezinhas 💋 Hoje trago para vocês a minha primeira resenha de uma história em quadrinhos: Soppy. Eu conheci esse livro através do Skoob e me apaixonei pela sinopse, logo quis ler e vou contar um pouco para vocês sobre o que achei dele. 
Como o quadrinho é extremamente curto e quase não tem falas, não separei nenhum quote como costumo fazer em todas as minhas resenhas. Por isso, no final da resenha, deixarei quatro ilustrações para vocês ficarem com um gostinho a mais de ler essa história incrível.



Sem mais delongas, vamos a resenha 👇

Soppy é um quadrinho curto, quase mudo, com mais ilustrações do que falas dos personagens, que retrata de maneira verdadeira o amor. 
Nessa história, temos um casal que possui um relacionamento bastante amoroso mas que, assim como qualquer outro casal, também tem suas diferenças, o que leva a alguns pequenos desentendimentos. 






Esse é o quadrinho mais fofo que já li, com ilustrações maravilhosas e que demonstram como é a vida dividida com outra pessoa. A editora Fábrica 321 realmente arrasou nessa edição, eu amei!
É um livro super indicado para pessoas que gostam de histórias em quadrinhos fofas, românticas e com uma pitada de reflexão. Fica a dica aí!❤



Agora vamos para as ilustrações:

















E aí, gostaram da resenha? Já leram essa hq? Se sim, o que acharam? Comentem aqui, vou adorar saber. Bjos da Bya!💋